A bispos do Brasil, Papa diz que o Sínodo é um momento para ouvir a vontade de Deus

pic

Cinco bispos brasileiros participaram no dia 2 de setembro de um almoço com o Papa Francisco, em sua residência, a Casa Santa Marta, no Vaticano. O encontro se deu no final de um retiro, organizado pela Congregação para os Bispos, que durou 15 dias e reuniu cerca de 30 prelados de diferentes países com até cinco anos de ordenação episcopal na Casa Divino Mestre, na cidade de Ariccia, próxima de Roma, na Itália.

Segundo o arcebispo de Diamantina (MG), dom Darci José Nicioli, presente ao encontro, em entrevista concedida ao VaticanNews, o papa conversou com os bispos sobre vários assuntos, entre os quais a realização do Sínodo da Amazônia, evento que reunirá, no Vaticano, de 6 a 27 de outubro próximo, bispos de todo o mundo.

O Papa, reforçou o arcebispo de Diamantina, chamou a atenção em primeiro lugar para a natureza de um sínodo. Segundo dom Darci, o Santo Padre disse que um sínodo é um encontro de irmãos que conversam, falam de suas preocupações, trocam experiências e que pensam juntos.

Para o Papa Francisco, o Sínodo é uma oportunidade para a Igreja ouvir a vontade de Deus e o que o Espírito Santo diz. Não se trata, apontou Francisco, de um parlamento, onde cada um vai pegar a bandeirinha, segundo os seus interesses, e defender então aquilo que entende oportuno.

Segundo dom Darci, o papa enfatizou que o Sínodo é uma oportunidade em que o Espírito Santo vai falar ao coração dos bispos e a partir das luzes que brotarem deste diálogo estes pensarão como ser Igreja na Amazônia e sobre a sua responsabilidade, como cidadãos, com a Casa Comum, expressão cunhada pelo Santo Padre em sua encíclica Laudato Sí.

Dom Darci disse ainda que o Santo Padre insistiu em que os bispos busquem uma vida baseada no testemunho da simplicidade. “O papa fala isto de cátedra. Porque ele é um homem muito muito simples. Ele fala não a partir de uma teoria mas de uma experiência de vida. Isto nos comove e ajuda a desenvolver nossa missão como bispos da Igreja”, concluiu.

Os prelados brasileiros que participam do encontro com o papa foram o bispo de Divinópolis (MG), dom José Carlos, presidente do regional Leste 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), bispo de Almenara (MG), dom José Carlos Brandão Cabral, o bispo-auxiliar de Salvador (BA), Estevam dos Santos Silva Filho, o bispo de Marília (SP), Luiz Antôni Cipolini e o arcebispo de Diamantina, dom Darci José Nicioli.

Com informações do VaticanNews